sábado, 20 de abril de 2013

Polícia suspende operação de buscas dos assaltantes do BB nas matas de Matões


Por Elias Lacerda/Portal AZ

Operação na mata chega ao final sem prender assaltantes na mata
Mata de Matões é adensada e de difícil acesso
As polícias Militar e Civil suspenderam as buscas aos assaltantes da agência do Banco do Brasil em Matões. A suspensão aconteceu nessa quinta-feira (18). Os policiais chegaram a colocar várias barreiras em estradas da região, além de fazerem buscas na mata.

Na operação que começou na sexta-feira (12), mesmo dia do assalto, foram encontradas a arma do vigilante do banco e uma panela dentro do mato, com restos de comida onde os assaltantes teriam se alimentado.

Segundo relatos de policiais militares de Timon, que participaram da operação, a mata onde supostamente os assaltantes teriam se escondido é extremamente densa e com pouca visibilidade; tanto que os policiais do helicóptero do GTA que ajudaram nas buscas, mesmo quando estavam sobrevoando a área não conseguiam ver, na maior parte da floresta, os militares que faziam buscas por terra.

A suspensão da operação foi tomada depois que os policiais perceberam que os ladrões não devem mais estar naquela região.

Investigações
A prioridade agora é focar nas investigações da polícia Civil e do Serviço de Inteligência da Polícia Militar.
O trabalho parece que vai trazer resultados, pois na madrugada de ontem (19) foi preso em Timon um suspeito de envolvimento no assalto. Ele continua sendo investigado e, segundo fontes do blog, dentro em breve a polícia deverá publicar na imprensa novas informações sobre o caso.

6 comentários:

Anônimo disse...

Vai cair no esquecimento e pronto. Policia fraca essa nossa. E esse suspeito que pegaram em Timon é só pra dá satisfação pra população. Logo ele estará solto.

Basílio da Silva Rocha disse...

Todos os seres humanos, já por serem humanos, têm, dentre outros, direito à vida, à liberdade e à segurança (pessoal, inclusive psíquica e patrimonial)...A segurança pública, como se percebe, é vital ao cidadão; é fundamental de todos; é de responsabilidade do Governo do Estado. Os Direitos Humanos também se estendem aos policiais e, por isso mesmo, não devem sacrificar suas vidas sem o compromisso do estado para com a população. Verifica-se, consequentemente, uma enorme interdependência entre a questão da segurança pública e a dos direitos humanos. Convém observar que a questão da segurança pessoal é amplamente delegada aos órgãos de segurança pública: Polícia Militar, Polícia Municipal, Polícia Civil,etc. No entanto, cabe à sociedade colaborar com sua própria segurança, cobrando das autoridades do estado benefícios que possam auxiliar no Setor de Segurança do Município. No Brasil, contudo, os bandidos, os piores facínoras, ainda assim, não podem ser violados em seus direitos mínimos e essenciais à dignidade. Além de Torturadores, os bandidos ainda são cheios de direitos. É como se eles tivessem direito à vida e os policiais não tivesse direito à nada, apenas a humilhação. Devemos aplaudir nossos policiais que muitas vezes entram em emboscadas para nos defender da violência e da morte.

Anônimo disse...

O comentário do Sr. Basílio é no mínimo sem sentido. Não há logicidade entre as ideias nele expostas. Não resta dúvida da importância dos policiais para a sociedade. Afinal, de fato a segurança pública constitui inegável direito fundamental. O que não impede que se critique a estrutura, humana e material, do policiamento maranhense. O tratamento dado ao assalto ao Banco do Brasil de Matões deveria servir de resposta para que tamanho pânico não volte assombrar a cidade tão cedo. VERGONHOSO não ter encontrado esse assaltantes!!!

Anônimo disse...

E por que a Secretaria de Segurança não divulga o nome desse suposto bandido? Cadê a fotografia dele? Será se pegaram a pessoa certa? Pelo visto, ainda tem muito mistério em torno dessa fracassada operação policial em Matões..!

Anônimo disse...

Não é só em Matões é no Maranhão inteiro que a crime tomou de conta, os bandidos estão soltos e a segurança do Maranhão nao faz nada, quem sofre é a população , sao mortes, assaltos de bancos ,de casas ,nas ruas. A governadora vive arruinada de policiais e de helicóptero nada acontece com ela enquanto isso a população tão desesperadas.Joao .

Anônimo disse...

Dias melhores virão... Em 2014, o Maranhão será de todos nós. A possibilidade real de vitória do deputado Flavio Dino é a esperança nessa melhoria.

Siga-nos pelo Google+ Followers