quarta-feira, 17 de junho de 2015

Governador Flávio Dino lança o programa ‘Água para Todos’ e anuncia investimento de R$ 270 milhões

Por Pedro Jorge/Blog


Foto 2 Programa Água para Todos - Fotos - Karlos Geromy (22)
O governador Flávio Dino lançou na manhã da última segunda-feira (15), o programa ‘Água para Todos’ e assegurou R$ 270 milhões para levar água tratada aos lares maranhenses. O programa que foi lançado na sede da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) pretende romper o problema histórico que afeta milhões de maranhenses: a falta d’água.
“Acreditamos que após esses R$ 270 milhões investidos teremos outro panorama neste tema tão agudo, que é o abastecimento de água no estado. Além disso, estamos investindo outros recursos no remanejamento da adutora do Italuís”, explicou o governador Flávio Dino relatando a preocupação com este tema, também nos municípios que integram o programa ‘Mais IDH’. “Destaco aqui a nossa preocupação com a população mais pobre, fazemos questão de garantir os direitos de todas as pessoas e esta é a meta: abastecimento pleno de água na sede dos 30 municípios mais pobres do estado”, afirmou.
Foto1_KarlosGeromy - Programa Água para TodosAtravés do programa ‘Água para Todos’ serão implantados Sistemas Plenos de Abastecimento de Água nos 30 municípios beneficiados com ações do ‘Mais IDH’. O primeiro sistema está previsto para ser inaugurado no município de Primeira Cruz, no próximo dia 20.
“Esses investimentos contemplam ações emergenciais para a população que está em situação mais grave de desabastecimento, como a que reside nos municípios do ‘Mais IDH’. Mas também contemplam a perfuração de seis poços na região central de São Luís, de oito poços no Sistema Paciência, que atende a região da Cohab/Cohatrac, sem contar os investimentos que serão realizados em Imperatriz, serão R$ 20 milhões investidos no biênio 2015/2016 para a segunda maior cidade do estado. Esse programa prevê, ainda, a recuperação de 12 sistemas dos mais sucateados do estado, incluindo cidades importantes como Barreirinhas”, frisou o diretor-presidente da Caema, Davi Telles, explicando os investimentos realizados para garantir o abastecimento de água no Maranhão.
Reforço de Vazão
Vinculada à Secretaria de Estado das Cidades, a Caema pretende por fim ao histórico rodízio de água na capital, em mais do que uma simples reforma, a administração estadual investirá R$ 100 milhões no reforço de vazão do Sistema Italuís, aumentando em 75% o fornecimento de água na Ilha. O que representa mais do que meros paliativos, resolvendo, em definitivo, o problema de intermitência. “Estamos trabalhando para reverter esse quadro que existe há muito tempo, prejudicando a população com a escassez de um bem tão precioso quanto a água. O governo agora tem toda essa disposição, está mostrando que quer fazer, estabeleceu todas as metas e vamos trabalhar para cumprir todas dentro do prazo”, disse a secretária das Cidades, Flávia Alexandrina.
Foto 3 Programa Água para Todos - Fotos - Karlos Geromy (17)O ‘Água para Todos’ prevê um reforço de vazão do Sistema Italuís, com a instalação de uma         Elevatória Intermediária na altura do Km 22 da BR-135, dividindo a adutora em dois trechos,         o que  proporcionará um         incremento de vazão de   1.000 litros por segundo; o remanejamento da adutora do Italuís; a substituição dos trechos críticos de água de São Luís; o programa de novos poços de São Luís (Região Central e Paciência); o programa de reabilitação de poços da zona rural de São Luís; instalação de sistema pleno de abastecimento de água na sede dos 30 municípios com menor IDH; a perfuração de 23 poços no interior do estado; a reabilitação dos sistemas sucateados do interior; a elaboração de projetos básicos e executivos  de água e esgoto para atendimento     da demanda de73  sedes municipais;o combate às perdas; e ainda redução progressiva e eliminação do déficit financeiro, com estimativa de aumento do faturamento da Companhia.
Sistemas Simplificados
O ‘Água para Todos’ também prevê o emprego de R$ 20 milhões para a implantação de 92 sistemas simplificados de abastecimento de água nos 30 municípios do estado com menor IDH. Coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o projeto de implantação dos sistemas simplificados ampliará o abastecimento de água nessas cidades, em que apenas 45,7% da população têm acesso à água.
“Dependendo da natureza do município, como na ilha de São Luís, será reforçado o sistema Italuís para melhorar a vazão garantindo mais água à população da ilha. Quanto aos municípios do interior, sobretudo, são poços artesianos. Na Secretaria de Desenvolvimento Social teremos R$ 20 milhões para levar abastecimento para zona rural dos municípios do nosso estado e vamos iniciar pelos 30 municípios de menor IDH do Maranhão”, explicou o secretário Neto Evangelista.
Também estiveram na solenidade o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior,o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho, os deputados Marco Aurélio, Eduardo Braide, Levi Pontes e Stênio Rezende, o vereador Pedro Lucas Fernandes e os secretários Bira do Pindaré (Ciência e Tecnologia), Marcelo Tavares (Casa Civil), Gerson Pinheiro (Igualdade Racial) e Julião Amin (Trabalho e Economia Solidária).

Nenhum comentário:

Siga-nos pelo Google+ Followers