quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Deputado Rubens Jr. exige que Luís Fernado envie Estatuto do Educador para ser votado na Assembleia


 Assessoria Gabinete Deputado Rubens Pereira Jr.

Há 690 dias os professores da rede estadual de ensino do Maranhão interromperam uma greve que reivindicava principalmente um novo conjunto de regras para a educação estadual. A greve de 2011 durou 78 dias e a principal bandeira defendida pelos trabalhadores era, à época, a aprovação do Estatuto do Educador, definido em consenso entre a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma) e os técnicos do governo.

Dep. Rubens Pereira Jr.
A insatisfação dos educadores ganhou repercussão no discurso do deputado estadual Rubens Pereira Jr. que cobrou assertivamente do governo do estado que encaminhe o estatuto para ser aprovado na Assembleia Legislativa. “Em 2011, o governo garantiu que enviaria o Estatuto do Educador em 60 dias para a aprovação aqui na Assembleia. Já se passaram 1 ano e 9 meses e até hoje o Estatuto não chegou em nossas mãos”, afirmou o líder da oposição.

Depois de inúmeras negociações e concessões feitas por parte dos professores em relação ao acordo inicial, Júlio Guterres, representante do Sinproesemma, contesta a lentidão do governo em enviar o Estatuto para a aprovação na Assembleia. “O Sindicato já discute uma possível paralisação que pode chegar até uma greve por tempo indeterminado. Nós não aceitamos mais o adiamento da votação do Estatuto que já deveria ter sido encaminhado desde 2011 à Assembleia. Estamos mobilizados para qualquer eventualidade”, afirma Júlio.

A categoria dos professores conta com o apoio do secretário de educação, Pedro Fernandes que encaminhou sem restrições o Estatuto do Educador ao chefe da casa civil, Luis Fernando. “Queremos que o governo encaminhe definitivamente o documento para a aprovação na Assembleia. Se o chefe da casa civil não enviar o Estatuto em uma semana, conforme ele mesmo prometeu à direção do sindicato, tomaremos as providências necessárias”, concluiu o deputado Rubens Jr.
 (Assessoria Gabinete Deputado Rubens Pereira Jr.)

Nenhum comentário:

Siga-nos pelo Google+ Followers