sábado, 2 de março de 2013

Professores de escola de Matões caem em golpe

Por Luciano Matias/Crônicas de Matões
Cinco professores do Centro de Ensino João Paulo I caíram no conto do Notebook. O fato aconteceu na última quinta-feira(28), quando um homem chegou, no período da manhã, na escola João Paulo I, apresentando-se como sendo parceiro do Ministério da Educação, junto ao Programa PROINFO, que facilita aos professores e alunos a obtenção de computadores e acesso à internet. 

O indivíduo fez questão de olhar as dependências do laboratório de informática da escola, fazendo observações para melhorá-lo; logo após, reuniu-se com os professores e, com um oratória bastante convincente, conseguiu "vender" notebooks no valor de quinhentos reais à vista, sendo que a entrega dos aparelhos se daria no turno vespertino, nas dependências da escola. Muitos professores, apressadamente dirigiram-se à Agência do Banco do Brasil para sacarem a quantia necessária e repassar ao indivíduo.


Acontece que chegando o horário, no local combinado, o homem não apareceu e os professores ficaram no prejuízo. O montante levado pelo golpista foi de R$ 2.500,00. Os professores procuraram a delegacia, mas não conseguiram fazer o Boletim de Ocorrência, pois no momento o serviço estava indisponível (Imagine).


No dia seguinte, os professores lesados encontravam-se desolados e, ao lerem o contrato de forma mais minuciosa, perceberam alguns erros gramaticais e falhas que, infelizmente, não observaram anteriormente.

2 comentários:

Anônimo disse...

Devemos ficar atentos às grandes facilidades,pois a esmola muito grande desconfia o cego....

Anônimo disse...

porque ñ pagar só no ato do recebimento se o produto ja se encontrava na cidade.tenham um pouco de atenção antes de tomar uma decisão.

Siga-nos pelo Google+ Followers