terça-feira, 16 de abril de 2013

Jornal de propriedade da família Sarney ataca prefeita de Matões

Por Abdenaldo Rodrigues/Matões Notícias


Coincidentemente, após o resultado da pesquisa para o governo do Maranhão, realizada pelo Jornal Pequeno, onde o pré-candidato Flávio Dino, presidente da Embratur, detonou com os seus possíveis adversários, Lobão (PMDB) e Luís Fernando (PMDB), jornais e blogs ligados ao clã dos Sarney lançaram mão do velho artifício de desmoralizar os seus adversários, principalmente os que apoiam o comunista.

Como Matões é administrada por Suely Pereira (PSB), que é mãe do líder da oposição na Assembleia, o deputado Rubens Pereira Jr. (PCdoB), a mídia sarneísta numa tentativa clara de desmoralizar a administração da socialista e o parlamentar, publicou no seu principal veículo de comunicação, o jornal O Estado do Maranhão, uma matéria com acusações inverídicas sobre a prestação de contas de 2010 da Prefeitura Municipal de Matões. O texto foi todo recheado com informações a partir de um relatório preliminar do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que não traz a decisão definitiva. Segundo informações, o relatório apresentado pelo EMA sequer foi aprovado pelo TCE.

O deputado Rubens Pereira Jr. subiu à tribuna da Assembleia, nesta segunda-feira (15), demonstrando toda a sua indignação com relação ao assunto. Para o parlamentar, a notícia foi uma tentativa de politizar e macular a imagem da prefeita de Matões, Suely Pereira (PSB). Disse ainda que O relatório preliminar divulgado no último domingo é corriqueiro e comum a todas as prefeituras e governos. Só o relatório não implica necessariamente a confirmação das ocorrências. O que tem valor é a análise final que sequer foi concluída. A matéria tem o intuito de politizar e fere o princípio básico do jornalismo de apresentar os fatos e ouvir todos os lados”.

Rubens Jr. afirmou que a publicação do relatório do TCE fere o Regimento Interno do próprio Tribunal de Contas do Estado do Maranhão, que prevê tratamento sigiloso até a decisão definitiva da matéria. Segundo ele, a publicação do relatório é uma das estratégias equivocadas utilizadas pelos veículos de comunicação do governo.

Nesta terça-feira (16), um dos líderes do governo na Assembleia Legislativa, o deputados Alberto Milhomem (PSD), condenou a publicação do Jornal O Estado do Maranhão: Em primeiro lugar para oferecer a minha solidariedade a prefeita Suely, eu acho que a imprensa não pode pegar factóides para denegrir quem quer que seja”.

Nenhum comentário:

Siga-nos pelo Google+ Followers