segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Mãe e filha são vítimas de tentativa de estupro em Matões

Por Abdenaldo Rodrigues/Matões Notícias
Cueca e uma sandália do estuprador ficaram no local
Por volta das quatro horas da madrugada do último sábado (7), dois indivíduos tentaram estuprar uma garota de apenas 13 anos, em um terreno aberto, situado no centro da cidade de Matões.

A ação criminosa ocorreu quando uma senhora artesã, moradora na rua Osvaldo Cruz, acompanhada da filha, a menor de inicial J.,  voltava de uma festa, onde fora buscar, sem êxito, outra filha que demorou a voltar para casa. Próximo ao terreno, onde existia o antigo espaço de festas chamado Tenorão, as duas foram abordadas por dois homens que as seguiam. Um deles estava armado com um revólver e ameaçou a mãe, enquanto o outro, arrastou a menor para debaixo de um cajueiro, com a intenção de manter relações sexuais com ela.
O estupro só não se concretizou porque na luta corporal da garota com o estuprador, vizinhos escutaram os apelos da menor e abriram as portas. Um rapaz jogou a luz do farol da sua moto rumo ao local da ação criminosa e os bandidos correram em direção a Av. do Divino. O que estava pelado, na pressa, deixou para trás a cueca e uma das sandálias (Ver fotografia). Segundo as vítimas um dos indivíduos tinha no corpo várias tatuagens.
Um morador, em frente ao lugar em que quase aconteceu o estupro, disse que o lugar, por ser aberto e escuro e muito grande, é constantemente frequentado por usuários de drogas: "Aqui, tarde da noite, reúnem-se com frequência vários viciados para usarem drogas". Duas outras garotas que estavam se dirigindo a uma escola para o treinamento do desfile cívico de 7 de Setembro, também presenciaram a cena e escutaram quando a mãe em desespero pedia que pelo amor de Deus soltassem a filha dela. Um deles disse: “Onde é que Deus existe dona, Deus não existe não".
Orientadas a procurarem a Delegacia, para registrar o B.O., as duas muito abaladas e sentindo medo das ameaças dos criminosos, que avisaram que as matariam se fossem à polícia, resolveram ir para casa e esquecer o episódio. Mesmo assim, as pessoas que moram próximas ao terreno resolveram denunciar a tentativa de estupro e policiais estiveram no local nesta segunda-feira (9), investigando as evidências do crime.

7 comentários:

Antonio Loureiro ( Adilson ) disse...

“Onde é que Deus existe dona, Deus não existe não". Essa frase infeliz, dita por esse elemento, foi imediatamente desmentida pelo que aconteceu depois: a menina escapou e foi salva. Pois é. Tem horas que parece tudo perdido, mas nem tudo tá perdido. Deus existe, mas nem sempre está interessado em se exibir para o mundo.

Antonio Loureiro ( Adilson ) disse...

“Onde é que Deus existe dona, Deus não existe não". Essa frase infeliz, dita por esse elemento, foi imediatamente desmentida pelo que aconteceu depois: a menina escapou e foi salva. Pois é. Tem horas que parece tudo perdido, mas nem tudo tá perdido. Deus existe, mas nem sempre está interessado em se exibir para o mundo.

Jose Leomar Leo disse...

Concordo plenamente com o estimado amigo Sr Loureiro, Deus está sempre presente em nossas Vidas. Estou aqui em Brasília,contudo gosto de saber das notícias da nossa cidade. Caro editor de notícias, parabéns e continue a nos brindar através do seu trabalho com novas informações ...Um abraço a todos... Jose Leomar de Souza (Um filho adotivo da Cidade de Matões) .

Jose Leomar Leo disse...

Parabéns caros amigos Abdenaldo e Loureiro, pela presença sempre ativa na comunidade Matoense, por nos manter informados acerca da nossa querida cidade de Matões.

Janilson Oliveira Dos Santos disse...

É verdade, embora estejamos distantes da nossa querida cidade Matões, nosso amigo e editor do "Matões Notícias" está de parabens pelas publicações que nos mantem informados.
É extremamente triste saber que numa cidade tão pequena e acolhedora como Matões, crime horrível como esse tenha ocorrido. Lamentavel!

Anônimo disse...

Eliane de Castro Cerqueira:

Quando o usuário disse: ‘Onde é que Deus existe dona, Deus não existe não’, percebe-se a intenção de praticar o ato criminoso.
Na balança do estupro, o que pesa mais é sempre o trauma da vítima. Nós mulheres somos o foco de violências e agressões todos os dias!!

Nesse link, as fotos são fortes. Fica ao seu critério Abdenaldo postá-la ou não.

http://tribunadeibicarai.blogspot.com.br/2013/09/estuprador-nao-tem-vez-na-cadeia.html

Anônimo disse...

Eliane de Castro Cerqueira:

Foi ‘pegar leve’ dessa vez.

Quando o usuário disse: ‘Onde é que Deus existe dona, Deus não existe não’, percebe-se a intenção de praticar o ato criminoso. E com certeza, não foi a primeira vez.

Na balança do estupro, o que pesa mais é sempre o trauma da vítima.

Nós mulheres somos o foco de violências e agressões todos os dias!!

Siga-nos pelo Google+ Followers