quinta-feira, 10 de outubro de 2013

"É hora de convocar a força nacional", afirmam deputados de oposição

Com informação do Gabinete Deputado Estadual Rubens Pereira Jr. 

Dep. Rubens Pereira Jr.
O clima de insegurança instaurado no Maranhão levou a bancada oposicionista da Assembleia a encaminhar uma indicação ao Ministro da Justiça, José Cardoso, solicitando imediato envio da Força de Segurança Nacional ao estado. Os deputados que compõem o Bloco Parlamentar de Oposição afirmam que é evidente a incapacidade de reação e coibição do Sistema de Segurança Público estadual diante dos últimos acontecimentos.

Só no último mês foram registrados 651 homicídios em toda a região metropolitana. Em abril deste ano, foi registrado o maior número de homicídios/mês desde 2009 até hoje. “Toda a cidade vive o clima de insegurança. O governo coloca a culpa no tráfico de drogas e não assume a sua culpa. A governadora prova diariamente que não tem condições de garantir a segurança em todo o estado”, afirma o líder da oposição Rubens Jr.

Rubens Jr. protocolou em maio, um requerimento de convocação do secretário de segurança Aluísio Mendes para esclarecer à população as medidas adotadas pelo governo para combater a insegurança no estado. O secretário foi impedido de prestar esclarecimentos à sociedade porque a maioria dos deputados negou o pedido de convocação e afirmou que não havia necessidade de ouvi-lo, já que o estado vive em "pleno estado de paz".

Segundo dados do orçamento estadual, o governo gastou apenas 1,31% do valor previsto para a formação de recursos humanos em Segurança Pública. Até agosto, foram gastos apenas 31,71% do valor destinado ao policiamento no estado do Maranhão. O secretário Aluísio Mendes dispõe de mais de R$ 91 milhões de reais para gastar com o policiamento no estado até o final do ano, o que significa um investimento de mais de R$ 1 milhão por dia.

4 comentários:

Anônimo disse...

Recursos e segurança tem... só para a família Sarney e corja... enquanto fizer do Estado (melhor, sua fazenda, seu quintal) não trará melhorias em nada para a população.

Eliane de Castro

Alcebíades Kemps disse...

MATÕES - Com certeza, deputado! Vê-se a sua preocupação com a violência que assusta o Estado do Maranhão. Toda a população do estado está assustada com a violência agressiva que explode por todo o estado. Ultimamente, temos observado, um aumento considerável de adolescentes envolvido com drogas, e o que é mais grave traficando entorpecentes, de maneira desafiadora, apresentando total desrespeito ao Estado de Direito, usando armas, atirando contra crianças, matando sem piedade, sob o argumento que sua punição é diminuta. A droga é geradora de muita violência. Há anos que o estado não investe condignamente nas forças que mantêm a segurança da sociedade; não se prepara forças para combater ininterruptamente as mazelas do contrabando. Haja vista que a grande maioria do material bélico utilizado pelos traficantes é adquirido facilmente por traficantes internacionais, os quais produzem a macabra sinfonia noturna propelindo a carga da morte que diariamente vem dizimando vidas em todo o estado do Maranhão. A violência, em seus mais variados contornos, é um fenômeno histórico na constituição da sociedade brasileira. A escravidão que massacrou covardemente os índios, e especialmente, os negros vindos da África, a colonização mercantilista, o coronelismo, as oligarquias antes e depois da independência, somados a um Estado caracterizado pelo autoritarismo burocrático, contribuíram enormemente para o aumento da violência que atravessa a história do Brasil. As causas da violência são associadas, em parte, a problemas sociais como miséria, fome, desemprego. Mas nem todos os tipos de criminalidade derivam das condições econômicas. Além disso, um Estado ineficiente e sem programas de políticas públicas de segurança, contribui para aumentar a sensação de injustiça e impunidade, que é, talvez, a principal causa da violência. É isso!

Anônimo disse...

Por isso é que a bandidagem toma conta de nosso país, seguem o exemplo vindo de Brasilia.

Eliane de Castro

Anônimo disse...

Chacina em presídio deflagra guerra entre a família Sarney e o Judiciário do Maranhão

http://oglobo.globo.com/pais/chacina-em-presidio-deflagra-guerra-entre-familia-sarney-o-judiciario-do-maranhao-10378790

Eliane de Castro

Siga-nos pelo Google+ Followers