terça-feira, 14 de janeiro de 2014

Eleição em sindicato de Matões vai parar na justiça


Por Elias Lacerda/Portal AZ
Briga feia na pré-eleição que escolherá a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da vizinha cidade de Matões.Marcada para acontecer no próximo dia 2 de fevereiro, o processo já está sub-judice.

Reclamando que o ex-vereador Elinaldo Colaço e seu pai Elias Araújo estão há anos se revezando no poder do sindicato, membros associados formaram uma chapa de oposição e estão denunciando o que consideram ilegalidades na conduta do processo eleitoral. 


Há informações colhidas junto a chapa opositora de que cerca de 200 sócios procuraram a justiça do Trabalho em Timon solicitando que sejam corrigidas distorções em tempo hábil para as eleições do dia 2.

Os processos na justiça do trabalho timonense referente ao pleito no sindicato são os mais diversos. Vão desde pedido de associação ao sindicato que a oposição considera que foi indeferido ilegalmente pela atual diretoria, a pedidos de nulidades de assembleias gerais que criaram um recadastramento de sócios. 

A oposição teve o nome do trabalhador Pedro Morais Filho indeferido. Ele encabeçaria a chapa, mas, sua filiação ao sindicato foi negada ainda em 2012. O episódio só serviu para entusiasmar ainda mais a oposição que não se deu por vencida e o substituiu pelo nome do trabalhador rural Valdivino Venâncio de Oliveira, que se afastou do cargo de presidente da Associação dos Pequenos Agricultores Familiares do povoado Atoleiro para concorrer ao sindicato.

Diante da disputa que extrapola a eleição sindical e já chegou as barras da justiça, é ideia comum na cidade de Matões que independente do resultado que trará processo, são grandes as chances de a eleição ser nula. Tudo porque ainda existem cerca de 12 processos que dependem de julgamento na justiça do trabalho.

Advogado da oposição, Humberto Augusto Teixeira Nunes informou que mais ações serão apresentadas contra decisões na condução do processo eleitoral. Para ele, a eleição não é legítima, pois a considera formada de maneira completamente irregular
.

Nenhum comentário:

Siga-nos pelo Google+ Followers