quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Rubens Jr. destaca crescimento da violência no Maranhão

Na sessão plenária da Assembleia Legislativa, na manhã desta terça-feira (04), a crise no sistema de segurança do estado foi tema do primeiro pronunciamento do deputado estadual Rubens Jr. (PCdoB).

O líder da oposição destacou o crescimento da violência nos últimos meses. “20Com informação do Gabinete do Dep. Rubens Jr.13 foi ano ano mais sangrento da história do Maranhão, a média de homicídios na região metropolitana de São Luís praticamente dobrou em relação aos últimos quatro anos segundo dados da própria secretaria de segurança pública. Em 2009 foram registrados pouco mais de 500 homicídios, enquanto em 2013 tivemos quase 1000.”

Rubens Jr. questionou ainda a inércia da governadora Roseana Sarney diante da grave crise que atingiu o estado. “ Em meio a toda a barbárie a governadora liberou uma licitação para abastecer as casas oficiais, um verdadeiro banquete regado a muita lagosta fresca, toneladas de camarão e caviar.”

O pronunciamento da governadora também foi destaque no discurso do parlamentar. “ A governadora afirmou que o crescimento na violência do Maranhão se dá pelo aumento das riquezas do estado. Se fosse por isso países como a Suíça, Suécia e Dinamarca seriam os países mais violentos do mundo, o que não acontece.”

Enquanto a administração estadual permanece sem dar respostas ao caos na segurança, os índices de violência continuam crescendo dentro e fora dos presídios. Rubens Jr. divulgou que no primeiro mês do ano o número de homicídios na grande São Luís chegou a oitenta e seis, o que representa um aumento de 25,6% em relação ao primeiro mês de 2013.

Ao concluir o contundente discurso, o deputado ressaltou o sofrimento dos maranhenses com a ineficiência do sistema de segurança. “Hoje o maranhense é refém dentro de sua própria casa. Enquanto a governadora continuar insistindo em manter o senhor secretário Aluísio Mendes à frente da segurança pública os números continuará subindo e o maranhense continuará sofrendo.”

Nenhum comentário:

Siga-nos pelo Google+ Followers